Palpite UFC 263: Carlos Felipe Boi x Jake Collier

Leandro Bastos:
O combate Yorgan de Castro x Carlos Felipe é uma das atrações do UFC Fight Island 4. O evento acontece no domingo, dia 03 de setembro. Você pode acompanhar a luta pelo canal Combate. Os prognósticos UFC Fight Island 4, você sabe onde encontrar. É aqui na BettingPro.

Palpite UFC 263: Carlos Felipe Boi x Jake Collier, em quem apostar? Peso pesado brasileiro tenta sua terceira vitória seguida no UFC.

LEIA MAIS: Apostas UFC: Como ganhar dinheiro apostando no MMA 

Palpite UFC 263: Carlos Felipe Boi x Jake Collier, em quem apostar?

Carlos Felipe Boi x Jake Collier fazem uma das lutas dos cards preliminares do gigantesco UFC 263. O combate é válido pelos pesos pesados. O evento será realizando no sábado, 12 de junho de 2021 na Gila River Arena em Glendale, no Arizona. A noite terá como destaque duas disputas de cinturões. O combate entre o brasileiro Deiveson Figueiredo e o mexicano Brandon Moreno, pelo cinturão dos pesos-mosca (até 56,7kg) e a luta entre Israel Adesanya x Marvin Vettori, pelos pesos-médio (até 84kg). Em quem apostar? Carlos Felipe Boi x Jake Collier? Previsão de um dos maiores UFCs do ano. Nós estamos de olho, é claro.

LEIA MAIS
Palpite UFC 263: Deiveson Figueiredo x Brandon Moreno
Palpite UFC 263: Demian Maia x Belal Muhammad

Palpite UFC 263: Carlos Felipe Boi x Jake Collier. Melhores odds ao vivo


Procurando as últimas probabilidades ao vivo, mas não tem certeza de como usar esse recurso? Leia nosso passo a passo sobre como obter as melhores odds ao vivo para os esportes em que deseja apostar.

Palpite UFC 263: Carlos Felipe Boi manda americano para a lona?

O clima promete esquentar entre os pesos-pesados Carlos Felipe x Jake Collier, embate pelo que servirá de aperitivo para o grande UFC 263. Depois de vencer e convencer nas lutas contra Justin Tafa e Yorgan de Castro, Carlos Boi chega para a sua quarta luta no UFC. O peso-pesado brasileiro tem se credenciado como um dos bons nomes da categoria. Nenhuma das duas lutas foi vencida por nocaute, o que tem demonstrado um crescimento no nível da luta de Boi. Antes, ele era conhecido por ser apenas um nocauteador, graças a sua origem no boxe.

Baiano de Vitória da Conquista, Carlos Boi (10-1 MMA, 2-1) estreou pela franquia no UFC Fight Island 2 no confronto contra Sergey Spivak. Em três rounds, o brasileiro mostrou boa movimentação nos assaltos iniciais, com boxe de qualidade, mas acabou dominado no fim. O resultado negativo – por decisão majoritária dos juízes -, acabou gerando revolta em Boi, quechegou a discutir com o rival ainda no octógono. Foi a primeira derrota em sua carreira.

Contra Yorgan de Castro e Justin Tafa a história foi diferente. O brasileiro foi pra cima e dominou os confrontos do começou ao fim. Carlos Boi buscou o nocaute e aplicou golpes em velocidade e surpreendeu seus dois rivais com chutes na altura da cintura.

Conhecido por sua boa movimentação e boxe afiado, Carlos Felipe Boi tem 25 anos. Embora só tenha três lutas oficiais pela franquia, a saga de Boi no UFC começou muito antes. Em 2017, o lutador foi contratado, mas teve o sonho adiado depois de uma notificação por violação da política antidoping. Na ocasião, o peso-pesado chegou a receber propostas de outros, mas optou por aguardar o fim da suspensão e tentar o UFC mais uma vez.

Palpite UFC 263: Jake Collier segura ritmo do brasileiro?

Americano de Missouri, Rodney Jacob “Jake” Collier é daqueles pesos-pesados clássicos. Quase sempre ou põe seu adversário na lona ou é nocauteado. Embora tenha conquistado boas quatro vitórias no UFC, ele não conseguiu uma regularidade no maior evento de MMA do planeta. Nunca encaixar dois triunfos seguidos.

Jake Collier (12-5 MMA 4-4 UFC) tem 32 anos e chega para o confronto contra Carlos Boi com vitória sobre Gian Villante. Se o script seguir, o brasileiro terá novamente seu braço erguido no final do combate.

Palpite UFC 263: Carlos Felipe Boi x Jake Collier

O prognóstico é de que alguma bomba encerre a luta por nocaute. Depois das suas últimas exibições, Carlos Boi vem agradando o UFC e provando que também pode vencer dominando seu adversário em três rouds. Uma arma a mais contra um oponente. Favoritismo para o brasileiro. Nosso atleta é muito mais técnico e tem muitos recursos para vencer. Quem sabeo primeiro triunfo verde e amarelo da noite não chegue com um petardo já no primeiro round. Quando o assunto é peso-pesado a luta sempre pode terminar antes do esperado. Qual seu palpite?