Skate Park nas Olimpíadas 2021

Skate Park nas Olimpíadas 2021, em quem apostar? Street encantou com Fadinha e Kelvin. Brasil também é favorito a medalha no Skate Park.

LEIA MAIS: Como apostar em jogos do Campeonato Brasileiro

Skate Park nas Olimpíadas 2021. Escolha as melhores odds ao vivo


Procurando as últimas probabilidades ao vivo, mas não tem certeza de como usar esse recurso? Leia nosso passo a passo sobre como obter as melhores odds ao vivo para os esportes em que deseja apostar.

Skate park nas olimpíadas 2021

Os Jogos Olímpicos ganharam um banho de loja. A celebração máxima do esporte finalmente abraçou o Skate Park e parece não ter se arrependido da decisão. A modalidade foi a estrela principal da primeira semana olímpica ao unir o talento dos principais nomes do skate mundial feminino e masculino em um palco repleto de emoções.

O nível da competição está acirrado e o Brasil já venceu duas medalhas. O time brasileiro conquistou a prata entre os homens com Kelvin Hoefler e Larissa  Leal, de apenas 13 anos, garantiu o segundo lugar no feminino. Fadinha, aliás, é um dos principais destaques da delegação brasileira nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2021.

Leia também: Chances de medalha do Brasil em Tóquio 

Quem são os representantes skate park no Brasil pelas Olimpiadas 2021?

O Skate Park estreia nas Olimpíadas na terça-feira. O Brasil está entre os favoritos para a conquista de medalhas e o BettingPro apresenta os principais competidores que vestem verde e amarelo no Japão. São 20 skatistas, entre os homens e mulheres, na luta por medalhas.

Dora Varela, de 20 anos, nasceu em São Paulo. Ela é a atual nona colocada do ranking mundial. O Time Brasil conta ainda com Isadora Pacheco, de 16 anos, 11ª colocada do ranking. A adolescente nasceu em Santa Catarina. Para fechar, também de Floripa, Yndiara Asp, de 23 anos, 14ª colocada do ranking mundial.

A equipe masculina do Brasil no skate vem forte. Preste atenção aos nomes, Luiz Francisco, de 21 anos, é um dos favoritos. O paulista de Lorena é o terceiro colocado do ranking mundial.

Ele terá a companhia de Pedro Barros, outro nome importante da cena, quarto colocado no ranking. Para encerrar a escalação dos skatistas no mascluino, Pedro Quintas, de São Paulo, 10º do ranking. O atleta tem 19 anos.

Competição feminina

O Skate Park será um desafio daqueles. O time feminino do Brasil nunca conquistou uma medalha em campeonatos mundiais. Será que teremos uma estreia de gala nas Olimpíadas de Tóquio?

A expectativa por pódio cresce por causa da evolução no desempenho das atletas. Quem puxa a fila é Yndiara Asp, que ficou perto de garantir a 1ª medalha brasileira. A 14ª colocada do ranking mundial ficou em quarto lugar na etapa de Nanjing, em 2019. O pódio foi dominado pelas japonesas, que agora se apresentam em casa no Skate Park olímpico.

O Japão é o adversário a ser batido. As donas da casa ditam as regras da cena mundial do Skate Park. São quatro skatistas japonesas entre as 10 melhores do ranking mundial.

A jovem Misugu Okamoto, de apenas 14 anos, é campeã mundial de Skate Park e lidera o ranking mundial.  O Brasil aparece ao lado dos Estados Unidos como forças complementares da modalidade.

Modalidade na qual brasileiros têm chances de medalha estreia nos Jogos de Tóquio-2020

Apesar do domínio das japonesas, o skate do Brasil tem condições de beliscar uma medalha no pódio em Tóquio. O time brasileiro já provou sua força com Fadinha e Kelvin e tem tudo para estragar a festa das donas da casa.

A principal esperança de medalhas está no Skate Park masculino. O Brasil é uma das potências da modalidade e chega forte para as Olimpíadas.  Pedro Barros, de 25 anos, é um dos mais talentosos nomes do Skate Park na atualidade.

Pedro está entre os favoritos na briga pela medalha de ouro nas pistas de Tóquio. O skatista venceu o campeonato mundial em 2018 e conseguiu o vice em duas edições, em 2016 e 2017.

O brasileiro é um papa títulos no X-Games, com nada menos do que SEIS medalhas de ouro. Barros ficou fora do pódio de 2019, mas ele não representa o Brasil sozinho.

A qualidade do skate verde e amarelo é uma realidade irrefutável. O Time Brasil, portanto, tem dois atletas que estiveram no pódio, que sentiu falta de Pedrinho. São eles Pedro Quintas e Luiz Francisco Barbosa.

Pedro Barros ‘testa’ cama de papelão com manobra de skate; veja

Pedro Barros é um atleta ousado. Ele ganhou fama ao redor do mundo por não ter medo de arriscar manobras difíceis para skatistas do seu nível. Ele esteve envolvido, antes da estreia nos Jogos Olímpicos, em um teste de manobras em uma cama de papelão da Vila Olímpica. Pedrinho filmou a manobra radical e divulgou o conteúdo nas redes sociais.

Skate Park: Horário e como assistir ao vivo

São três skatistas no feminino e mais três no masculino. A primeira bateria é das skatistas, com início marcado para às 21h da terça-feira (3). As etapas duram cerca de 40 minutos e a final acontece no mesmo dia, mais tarde, a partir das meia-noite e meia da quarta-feira (4).

O mascluino cai na pista do Skate Park do Japão também na quarta-feira à noite, com a primeira bateria marcada para começar às 21h. A final, assim como no feminino, inicia a partir da meia-noite e meia da quinta (5). A competição será transmitida ao vivo pelo Sportv, Globo e BandSports.

Como é o skate park e as diferenças do street

A estreia do skate nos Jogos Olímpicos provocou uma enxurrada de dúvidas de pessoas interessadas em conhecer melhor as modalidades. Afinal, quais as diferenças entre Skate Park e Street? O prognóstico olímpico do BettingPro explica tudo para você não errar na hora do palpite.

O Street é uma modalidade conhecida entre os menos familiarizados com o skate. A ideia é que o atleta percorra obstáculos inspirados nas ruas de grandes centros urbanos. A chamada cultura de rua respira nas manobras e no estilo das roupas utilizadas pelos atletas. O Brasil conseguiu duas pratas no street em Tóquio, com Fadinha e Kelvin.

Qual a diferença entre Skate Park e Street?

O Skate Park é considerado o mais técnico entre os especialistas. Os skatistas têm a responsabilidade de pensarem suas manobras com mais detalhes. Eles chegam até a desenham uma pista da forma que pensaram – tudo sem deixar a curtição de lado.

Cada atleta tem até 45 segundos para oferecer suas melhores manobras aos jurados. O Park é disputado naquelas pistas com formato de piscina. São paredes entre três e quatro metros, com obstáculos interligados ao longo do percurso.

Skate Park nas Olimpíadas: como funciona a classificação

O Skate Park começa com baterias na chamada bowl, com recursos do Skate Street, do halfpipe, além de corrimões e rampas. São quatro voltas de 45 segundos para cada skatista.

Os dois melhores da primeira fase se classificam à final olímpica, com todas as notas zeradas para a decisão da medalha.

Confira horários e datas da competição no Skate Park

O Skate Park começa na terça-feira (3), às 21h. As mulheres caem primeiro na pista. A final será decidida no mesmo dia para os japoneses, e a partir da meia-noite e meia da quarta (4) no Horário de Brasília.

Os homens iniciam a caminhada no Stake Park na quarta-feira (5), também às 21h. Assim como no feminino a final olímpica começa a partir da meia-noite e meia, já na madrugada de quinta-feira (6).

Horários do Skate Park nas Olimpíadas 2021

Terça (03/08) 

– 21h – Classificatórias Feminino

Quarta (04/08)

– 00h30 – Final Feminina

– 21h – Classificatórias Masculino

Quinta (05/08)

– 00h30 – Final Masculina

Onde assistir: 

– Sportv

– Globo

– BandSports