Quais as chances de medalha do Gabriel Medina | Olimpíadas 2021 – Surfe

Surfe nas Olimpíadas 2021, em quem apostar? Gabriel Medina surge como favorito para a conquista da medalha de ouro na estreia do surfe nos jogos.

LEIA MAIS: Como apostar em jogos do Campeonato Brasileiro

Quais as chances de medalha do Gabriel Medina | Olimpíadas 2021 – Surfe. Escolha as melhores odds ao vivo


Procurando as últimas probabilidades ao vivo, mas não tem certeza de como usar esse recurso? Leia nosso passo a passo sobre como obter as melhores odds ao vivo para os esportes em que deseja apostar.

O surfista Gabriel Medina desponta como uma das principais chances de medalha para o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio. É a estreia do surfe, modalidade dominada por atletas brasileiros, na maior festa do esporte. A primeira rodada acontece no sábado (24), a partir das 19h. 

Vamos aos palpites e análise da participação de Medina e suas chances de ganhar a medalha de ouro em Tóquio. Gabriel Medina tem 27 anos e é líder absoluto da Liga Mundial de Surfe (WSL em inglês). Medina entrou para a história da modalidade ao se tornar o primeiro surfista brasileiro campeão mundial de surfe. Ele tem dois títulos, sendo o debut em 2014 e o mais recente em 2018. 

Palpite Olimpíadas 2021: Gabriel Medina vence o ouro em Tóquio? 

Gabriel Medina está há 10 anos na elite do surfe. O atleta faz parte do hall de 10 surfistas geniais que mais títulos conquistaram na história. O brasileiro ostenta nada menos do que 16 troféus em uma carreira de sucesso absoluto. 

A vitória mais emblemática da carreira de Gabriel Medina aconteceu em 2011, na França. Medina tinha apenas 17 anos, mas não sentiu a pressão e conquistou o título do Quiksilver Pro. Ele bateu ninguém menos que o lendário Kelly Slater nas quartas de final. Gabriel Medina se tornou à época o surfista mais jovem a fazer parte da elite do surfe mundial.

Palpite Olimpíadas 2021: Medina com o melhor tempo da 1ª rodada?

E em Tóquio? Como o surfe brasileiro domina o cenário, Gabriel Medina compete ao lado de Ítalo Ferreira, vice-líder do ranking comandado por Medina. O desafio dele em Tóquio será surfar em ondas bem menos agressivas do que o normal. 

A prova acontece na praia de Tsurigasaki, que recebe ondas pequenas. Isso pode impactar no desempenho de surfistas técnicos como Gabriel Medina. Foram criadas novas pranchas para a realidade japonesa. 

O palpite, mesmo com ondas abaixo do normal, é que Gabriel Medina vença a medalha de ouro. Ele terá como grande adversário o compatriota Ítalo Ferreira na estreia do surfe como modalidade olímpica em Tóquio.

Medina diz que sem Yasmin não vai estar 100% nas Olimpíadas

Gabriel Medina soube há cerca de 1 mês que não poderia levar sua esposa, Yasmin Brunet, para Tóquio.  O surfista disse que a ausência da amada faz com que ele não vá “100% “aos Jogos Olímpicos de Tóquio. 

Medina revelou que Yasmin Brunet cuida da sua nutrição, das estatísticas, além de oferecer apoio mental na busca do surfista pela medalha de ouro. 

Entenda a briga entre Medina e COB

A história colocou Gabriel Medina em rota de colisão com o Comitê Olímpico Brasileiro (COI). A entidade explica que Yasmin Brunet não possui credenciais exigidas pelo Comitê Organizador para ser acompanhante de Medina. O COI ressalta também que o surfista brasileiro credenciou Andy King, que esteve com ele na etapa australiana do Circuito Mundial da WSL.