Tem mais de 18 anos?

Se você não tiver mais de 18 anos, não poderá acessar a página.

Este site é apenas para adultos com mais de 18 anos.

Última Copa do Mundo: curiosidades sobre a Copa da Rússia 2018

Daniella Cava /
logo-copa-2018

Veja algumas curiosidades sobre a Copa do Mundo da Rússia de 2018.

A Copa do Mundo de 2018, sediada em território russo, foi marcada pela vitória da Seleção Francesa. Na 21.ª edição da Copa, o maior evento do futebol mundial, o Brasil foi eliminado nas quartas de final pela equipe da Bélgica, encerrando o sonho da torcida que queria o hexacampeonato.

Enquanto a Copa de 2022 não começa, você vai conhecer curiosidades sobre a última Copa do Mundo, que aconteceu em 2018, considerada também a Copa mais cara da história.

A Copa do mundo mais cara da história

A Copa do Mundo de 2018, sediada na Rússia, custou mais que o dobro da Copa do Mundo que aconteceu no Brasil. Segundo o cálculo realizado pela imprensa do local, seu custo total foi de R$ 19.393 bilhões. Porém, a Copa de 2022, no Catar, pretende superar as cifras russas com um orçamento 14 vezes maior.

O logotipo da Copa do Mundo 2018

A agência de design portuguesa Brandia Central foi a responsável pela criação do logotipo da Copa da Rússia. Em 28 de outubro de 2014, astronautas da estação espacial fizeram a apresentação oficial do símbolo que, mais tarde, foi projetado no Teatro Bolshoi de Moscou, durante um programa de televisão.

Com fortes cores em tons de vermelho, preto, azul e dourado, a proposta foi representar a rica tradição artística e o histórico de inovação do país, principalmente em relação à corrida espacial.

A taça da Copa de 2018

Nós, meros mortais, nunca teremos o prazer de segurar a tão almejada taça da Copa do Mundo, já que ela só pode ser segurada por campeões mundiais e chefes de Estado. Confeccionada com ouro puro e duas camadas de malaquita (um mineral semiprecioso), ela custou US$ 20 mil para os cofres da FIFA.

copa do mundo 2022

A atual taça da Copa do Mundo tem espaço para gravar o nome das seleções campeãs até 2038, quando será possivelmente substituída por outra. O troféu original fica guardado na Suíça, e os times campeões ganham uma réplica para levar para seus países de origem.

A bola da Copa de 2018

As bolas das edições da Copa do Mundo passaram por uma grande evolução. Os primeiros modelos encharcavam tanto, que chegavam a dobrar de peso em uma partida sob a chuva. As bolas atuais absorvem apenas 0,8% de água, e na Copa do Mundo da Rússia a bola contava com um chip capaz de fornecer dados como deslocamento, velocidade e posicionamento global.

A bola da Copa do Mundo da Rússia foi chamada de “Telstar 18”, uma contração de “estrela da televisão”, que era como chamavam a bola da Copa de 1970, primeira Copa a ser transmitida em cores.

A Adidas foi a responsável pela confecção que contava com as clássicas cores branco e preta, somadas a cinza e prata. A superfície continha relevos em formato de pequenos quadrados, o que possibilitava uma trajetória sem variação durante longas distâncias, e mais aderência à luva dos goleiros.

O mascote da Copa da Rússia

Zabvaka era o nome do mascote da Copa do Mundo de 2018. A tradução do nome é “aquele que marca gol”, e foi criado pela estudante de design Ekaterina Bocharova. O mascote é um lobo antropomórfico, ou seja, um animal com características humanas. O lobo é um predador muito presente no território russo, e a escolha foi realizada por votação popular.

O pôster oficial da Copa do Mundo da Rússia

Criado pelo designer Igor Gurovich, o cartaz oficial homenageava o goleiro russo Lev Yashin. Na América do Sul, Yashin era conhecido como “Aranha Negra”; na Europa, seu apelido era “Pantera Negra”. Isso porque o jogador usava um uniforme todo preto, incluindo uma boina.

Ele foi o único goleiro a ganhar a Bola de Ouro da France Football. Em 1963, Yashin foi premiado com o título de melhor jogador da Europa, e em 1994, após sua morte, a FIFA batizou com seu nome o prêmio oferecido ao melhor goleiro da Copa do Mundo, mais tarde rebatizado como “Luva de Ouro”.

A música tema da Copa de 2018

A canção “Live It Up” (“Viva o momento”, em tradução livre), foi composta pelo DJ Diplo e interpretada pelo cantor porto-riquenho Nicky Jam, com o ator e cantor norte-americano Will Smith, e a cantora Era Istrefi, de Kosovo. O hit foi lançado oficialmente em 7 de junho de 2018 e passa a otimista mensagem “Uma vida para viver. Viva isso”.

O trio de cantores se apresentou no estádio Luzhniki, no encerramento da competição, em 15 de julho de 2018. Porém, durante a competição, o protocolo de que os jogadores entravam em campo ao som da música tema oficial não foi cumprido.

Nos jogos entre Rússia x Arábia Saudita, Egito x Uruguai, Marrocos x Irã e Portugal x Espanha a entrada dos jogadores foi ao som de “Seven Nation Army”, da banda The White Stripes.

O artilheiro da Copa de 2018

O atacante Harry Kane, da Seleção Inglesa, foi o artilheiro da Copa do Mundo da Rússia e pelos seus 6 gols marcados na competição, levou o troféu “Chuteira de Ouro” da FIFA.

Os jogadores Cristiano Ronaldo, de Portugal, Romelu Lukaku, da Bélgica, Denis Cheryshev, da Rússia, Mbappé, da França e Griezmann, também da França, vieram logo atrás, com 4 gols cada.

Curiosidades sobre a Seleção Brasileira na Copa de 2018

Ao longo das 5 partidas disputadas pelo Brasil na Copa da Rússia, os brasileiros trocaram 2.839 passes, sendo que 88% deles foram passes corretos. Os atletas brasileiros percorreram 518 quilômetros em campo e cometeram, durante toda a competição, 50 faltas.

Foram distribuídos 8 cartões amarelos para os brasileiros em campo, e ninguém levou cartão vermelho. Ao todo, os brasileiros marcaram 8 gols na Copa de 2018 e tiveram 3 vitórias, 1 empate e 1 derrota. A Seleção Brasileira sofreu 3 gols, sendo que 2 deles na eliminação contra a Bélgica.

Perguntas relacionadas

Quem ganhou a Copa do Mundo da Rússia?
A Copa do Mundo da Rússia, que aconteceu entre os meses de junho e julho de 2018, teve como campeã mundial a equipe francesa. Sob a supervisão de Didier Deschamps, a Seleção Francesa marcou 4x2 na final contra a Croácia, que foi a vice-campeã e deixou sua assinatura como o azarão do torneio.
Qual foi o país sede da Copa do Mundo 2018?
O país que sediou o maior torneio de futebol do mundo em 2018 foi a Rússia. Com a participação de 32 seleções, os russos montaram uma estrutura bilionária para receber as equipes e os turistas, disponibilizando 12 estádios em 11 cidades diferentes.
Qual foi o grupo do Brasil na Copa de 2018?
A Seleção Brasileira foi cabeça de chave do Grupo G, na Copa de 2018, que ainda contava com Sérvia, Suíça e Camarões. Ao todo, foram 8 grupos com 4 países em cada um deles. Na disputa por uma vaga no mundial, grandes seleções ficaram de fora, como o Chile, a Holanda e a Itália.
Qual foi a final da Copa do Mundo de 2018?
Na Copa do Mundo de 2018, sediada na Rússia, a final foi entre França e Croácia. Especialistas acreditavam na ascensão francesa durante o mundial, mas a grande surpresa foi a Croácia, que por várias vezes não passou da fase de grupos do mundial. A partida, que aconteceu no Estádio Lujniki, em Moscou, terminou em 4x2 para a França.
Daniella Cava

Há anos trabalhando no mercado publicitário, é estudante de jornalismo e redatora SEO. Colaboradora na Dora Copywriting como analista de casas esportivas, com foco em apostas no futebol. Além de encantada pela escrita, também é apaixonada por jogos de cartas e e-Sports.

Ver todas os artigos de Daniella Cava